Ter liberdade para escolher é essencial em qualquer aspecto da vida. Escolher o que comer, o que vestir, com quem se relacionar… e em qualquer decisão, mudar de opinião faz parte. Decidir onde investir passa pelo mesmo processo: você pesquisa, escolhe a corretora da sua preferência, mas nem sempre ela é a melhor escolha para o seu dinheiro. Mas nesses casos, o que fazer?

A concorrência do mercado financeiro aumenta cada dia mais, e é normal que surjam melhores oportunidades no que diz respeito a rentabilidade. Uma duvida muito comum de quem embarca no universo da Bolsa de valores é sobre a transferência de custódia, ou seja, a transferência de investimentos de uma corretora para a outra.

Aqui no Banco Inter valorizamos sua liberdade de escolha, por isso, aqui você vai descobrir a importância de escolher uma corretora que combina com você e como transferir a custódia dos seus investimentos – ou como trazê-la para o Banco Inter e aproveitar todas as vantagens de um Home Broker 100% gratuito.

A escolha da corretora

A ofertas é grande, a gente sabe. Todos os dias aparecem novos nomes e promessas de maior rentabilidade. Mas existem alguns fatores que devem ser levados em conta antes de escolher onde investir seu dinheiro:

Definir objetivos
Escolher em que você quer investir é a pergunta inicial para escolher a corretora ideal. Isso porque algumas podem ter opções em fundos de investimentos, enquanto outras podem ter apenas produtos de renda fixa, por exemplo. 

Por isso, defina seus objetivos e entenda qual seu perfil de investidor antes de escolher sua corretora. Na Plataforma Aberta Inter, por exemplo,  o correntista tem autonomia para investir em qualquer produto, do Banco e de terceiros. Mais eficiência que se traduz em mais rentabilidade. 

Aplicar usando o Home Broker pode ser uma ótima opção para fazer suas próprias escolhas.

Comparar custos de operação 

Quanto maiores os custos, menos você ganha ao final da operação. Taxas de custódia e corretagem costumam ser parecidas na maioria das corretoras, mas é importante levantar estes valores antes de começar a investir.

E no Inter o Home Broker é totalmente gratuito, sem taxa de custódia ou corretagem. Isso para que cada vez mais pessoas possam ter acesso a investimentos em ações 🙂 

Conversar com quem usa

 Uma boa maneira de fazer uma escolha assertivas é conversar com quem ja usa o serviço. Pergunte sobre a empresa, confiabilidade, rendimento e atendimento ao cliente. Buscar por conteúdos online e offline ajudam em uma visão completa da corretora.

Mas se mesmo assim, após escolher, você encontrou uma oportunidade melhor em outro lugar, vamos te explicar o passo a passo de como transferir seus investimentos.

O primeiro passo para levar os investimentos pra outra corretora é entrar em contato com a corretora onde atualmente tem os investimentos. Em seguida realizar o procedimento de transferencia: a corretora atual envia os ativos para a corretora que você escolher como destino após receber a STVM. 

Como transferir investimentos

É importante lembrar que antes de iniciar o processo de transferência, é necessário esperar dois dias após a compra dos ativos, respeitando a regra de liquiação das operações da B3, que é de D+2. Além disso, a transferência não será feita se sua conta corrente estiver negativa, ta bem?

Com tudo certo, é só seguir os passos abaixo para fazer o procedimento de transferência:

  1. Acesse o app ou Internet Banking do Banco Inter;
  2. Clique em investimentos e faça o Teste do Perfil do Investidor;
  3. Clique em “Momento de Investidor” > “Termos e politicas de uso”;
  4. Clique em “Termo de Adesão DTVM” e assine digitalmente  o termo;
  5. Preencha o formulário (disponível aqui) com as informações solicitadas e o seu código do investidor;
  6. Autentique o documento em cartório;
  7. Envie para a nossa corretora por malote. O endereço é: Av. Barbacena, número 1219 – Lourdes, Belo Horizonte – MG, 30190-131;

Atenção! O processo acima é válido para transferências de investimento do Banco Inter para outra instituição, tá bem?

>> Baixe um exemplo modelo de documento de transferência preenchido aqui

7 erros comuns na hora de pedir a transferência de custódia:

 Existem alguns casos em que o transferência é negada, e se aconteceu com você, confira se não comentou algum dos erros abaixo:

  1. Deixar de inserir o código e o digito do investidor ( cedente e cessionário)
  2. Confundir nome da instituição com agente de custódia (no extrato estão disponíveis estas informações)

    Atenção para dica importante!
    Papel de renda fixa de emissão própria do Inter:
    Agente de custódia: Banco Inter
    Código de investidor:  o número da sua conta corrente

    Demais ativos custodiados por nossa corretora
    Agente de custódia: Inter DTVM
    Código de investidor: pode ser conferido na sua nota de corretagem, no campo Cliente,  ou através da nossa equipe de atendimento.

  3. Não informar o nome completo do ativo (disponível no portal https://cei.b3.com.br e na nota de negociação/corretagem gerado na compra do ativo)
  4. Informar a quantidade errada do ativo (também disponível na nota de negociação/corretagem gerado em sua compra)
  5. Esquecer de autenticar o documento de transferência no cartório
  6. Marcar outro campo que não seja o “mesma titularidade”
  7. Em caso de ativos de renda fixa, falta de nota de negociação (não comunicar ao agente de custódia a solicitação de transferência.)

 Agora que você ja sabe como transferir investimentos de uma corretora para outra, acesse o nosso app e descubra um Homem Broker 100% gratuito e com produtos para todos os tipos de perfil, inclusive o seu.

botão abra sua conta

Ficou alguma duvida? Deixe aqui nos comentários!