Sair da casa dos pais e ir morar sozinho é um passo importante na vida de muitas pessoas. Seja para estudar ou ir trabalhar longe, ou mesmo por querer sua independência, esta é uma decisão muito importante e que deve ser bem planejada.

Junto com a independência vem as responsabilidades. Afinal, você ficará responsável por pagar todas as contas da casa sozinho. Por isso, é essencial fazer um planejamento financeiro antes para que você não tenha surpresas desagradáveis no futuro.

Você está pensando em ir morar sozinho? Então, #contacomagente para ajudar você a se planejar.

1- Qual o seu orçamento?

O primeiro passo é entender qual é sua renda mensal. Anote todos os seus gastos! Coloque no papel o quanto você ganha e quais são suas despesas mensais. Para isso, você pode usar uma planilha de gastos.

Isso é importante para você ter uma noção de como está a sua vida financeira atualmente para poder se preparar melhor e saber quanto do seu dinheiro você poderá destinar para as despesas da casa.

2- Estime os gastos com a casa

Depois que você já sabe qual é sua renda, pense nas contas que você terá que pagar todo mês. Estime preços de aluguel, condomínio, água, luz, internet e demais despesas, como alimentação e produtos de limpeza, por exemplo.

Se você perceber que essas despesas ultrapassam o seu orçamento, talvez seja melhor esperar um pouco e organizar bem o seu dinheiro para não passar por nenhum sufoco depois.

3- Comece a economizar

Uma das grandes vantagens de morar com os pais é a facilidade em poupar dinheiro. Afinal, você ainda não tem que arcar com todas as despesas da casa sozinho. Assim você aproveita para se planejar e economizar o seu dinheiro.

Depois que fizer sua planilha de gastos, veja o quanto você gasta em comparação ao quanto recebe e identifique todas as despesas que podem ser cortadas para que você possa economizar e terminar o mês com um saldo positivo.

Você pode colocar o dinheiro que você economizou na poupança ou investir em produtos de renda fixa, que também são bem seguros, mas têm maior rentabilidade.

4- Encontre o lugar ideal

Antes de escolher onde você irá morar é preciso pesquisar bastante. Procure por locais dentro do seu orçamento e comece a pesquisar preços. É importante também levar em consideração alguns aspectos, como a localização.

Depois marque algumas visitas e, de preferência, leve alguém experiente com você para olhar o espaço. Peça ajuda aos seus pais ou aos amigos, elas podem notar coisas que você talvez não perceba.

O local está em boas condições? Vai precisar de alguma melhoria ou reforma? Coloque tudo na ponta do lápis antes de fechar o contrato.

5 – Tenha uma reserva de emergência

Mesmo depois que você se mudar, não pare de economizar. Continue investindo o seu dinheiro e faça uma reserva financeira. É muito importante ter uma reservar para gastos inesperados. Assim você vai estar preparado para qualquer imprevisto e não compromete o seu orçamento mensal.

Morar sozinho pode ser uma experiência cheia de desafios e aprendizados, mas também pode ser uma fase muito incrível e divertida da sua vida. Então, se você está pronto para dar este passo, se planeje e aproveite cada momento.