Quando é a hora de sair do aluguel?

Crédito Consciente 27/03/2018 | 2:23

O sonho de comprar a casa própria faz parte dos planos de grande parte dos brasileiros. Para que ele se torne realidade é preciso planejamento e, também, saber aproveitar o melhor momento e perceber quando é a hora de sair do aluguel.

De acordo com as estimativas do Boletim Focus, a previsão é que o PIB se aproxime dos 3% em 2018, um aumento significativo se consideramos os 0,98% de crescimento em 2017. Traduzindo: diversos setores que caminhavam a passos lentos tendem a acelerar neste ano. E esse é o caso do setor de crédito imobiliário. A retomada da economia e a queda da taxa Selic, atualmente em 6,5%, também merece atenção, já que impacta diretamente no mercado imobiliário.

Para aproveitar bem esse momento, te daremos algumas dicas para sair de vez do aluguel e investir em um imóvel para chamar de seu.

Planeje a hora de sair do aluguel

Um investimento a longo prazo, como a compra de uma casa, exige planejamento. Pesquise o imóvel que mais se adeque ao tamanho do seu bolso.

Abuse de planilhas e organize quanto será necessário investir para comprar o imóvel, qual valor você pretende dar de entrada, qual a média de parcelas (valor X tempo). Tudo sem comprometer muito o orçamento familiar. Lembre-se de manter uma margem de segurança para evitar problemas futuros.

Economize

Na hora de sair do aluguel, disciplina também faz parte do processo. Foque em seu objetivo. Após se planejar, é necessário economizar e fazer a gestão de recursos. Mais do que apenas poupar, é interessante fazer o dinheiro render.

Uma boa dica é investir o dinheiro economizado em produtos como LCI, CDB e Fundo Primus. No Banco Inter, você pode aplicar valores a partir de R$ 100,00. A ideia é poupar para dar um bom valor de entrada, reduzindo o tempo de financiamento.

Use o FGTS

Se você trabalha há pelo menos três anos de carteira assinada, no mesmo município onde quer comprar o imóvel, uma das formas para facilitar o financiamento é utilizar o FGTS. No Banco Inter, o benefício pode ser aplicado na compra de imóveis de até R$ 950 mil.

No momento da compra (entrada), o recurso ajuda a reduzir o valor total financiado, assim como o número de prestações. Você também pode utilizar o FGTS para pagar parte do valor das parcelas. É possível quitar até 80% das 12 parcelas subsequentes. O procedimento pode ser feito a cada dois anos, caso as prestações do imóvel estejam em dia.

Também é possível liquidar toda a dívida ou amortizar o saldo devedor do financiamento. Não há limite de vezes para usar o FGTS para essa finalidade, desde que seja respeitado o intervalo de dois anos.

Se você quer mais informações sobre o uso do FGTS na compra do imóvel, é só fazer uma simulação em nosso site.

Escolha um bom financiamento

Conversar com um consultor e receber um bom atendimento, além de praticidade na solicitação, podem fazer toda a diferença na hora de fechar o negócio. O Banco Inter tem o financiamento imobiliário mais descomplicado do Brasil. É rápido e seguro porque é feito por quem entende do assunto – um banco que nasceu e atua no mercado imobiliário há mais de duas décadas.

Confira as vantagens:

– Taxas a partir de 10,5% a.a. + TR

– Imóveis residenciais ou comerciais, novos ou usados;

– Financiamento de até 70% do imóvel;

– Prazos de até 240 meses;

– Agilidade na liberação de crédito;

– Processo on-line até a etapa de análise de crédito;

– Análise de crédito flexível;

– Operação sem burocracia.

Além disso, você tem a praticidade de solicitar uma simulação diretamente em nosso site.

Agora que você já sabe tudo sobre financiamento imobiliário, chegou a hora de sair do aluguel! Que tal fazer uma simulação? É só clicar aqui para ter acesso a todas as nossas vantagens, com uma equipe preparada para prestar o melhor atendimento e tirar todas as suas dúvidas. #contacomagente!