Você já se pegou pensando “quero investir”, mas acha que não combina com o seu perfil? Ou até já pensou sobre investimentos,  no entanto não sabe por onde começar?

Não se preocupe, hoje vamos te mostrar que fazer aplicações não é complicado, porque, ao contrário do que muita gente pensa, não é necessário ser um especialista ou ter muito dinheiro para ser um investidor.

Então, #contacomagente para te ajudar a dar os primeiros passos no mundo dos investimentos.

Quero investir, o que fazer?

1- Defina seus objetivos

Antes de começar, é muito importante estabelecer quais são seus objetivos. Por que você está querendo investir?

Por isso, pegue papel e caneta e faça uma lista com as coisas que você quer conquistar na vida.

E não se assuste com o tamanho da lista porque essas vão ser as suas motivações para começar a fazer o seu dinheiro render.

2- Comece poupando

Depois que você pensou nas suas metas, está na hora de começar a poupar. Sobrou um dinheirinho na sua conta no final do mês?

Você pode colocar este dinheiro na Poupança, ela é um ótimo jeito para começar a sua reserva financeira.

A Poupança do Banco Inter, por exemplo, é um investimento mais fácil e seguro.

Ela não tem um valor mínimo para aplicação e você pode resgatar seu dinheiro quando quiser. Além de ser isenta do Imposto de Renda.

Mas é importante ficar atento a data de aniversário da sua aplicação, ou seja o dia que a sua aplicação completa um mês.

A poupança rende mensalmente, por isso,  se você retirar o o dinheiro antes da data de aniversário da aplicação, não receberá o rendimento sobre o valor aplicado.

Além disso, se tiver mais de uma aplicação, cada uma vai ter sua própria data de aniversário.

3- Dê o próximo passo

Agora que você já poupou e fez uma reserva financeira, chegou a hora de diversificar seus investimentos.

Para isso, os produtos de Renda Fixa são uma ótima opção porque eles são tão seguros quanto a poupança, mas têm maior rentabilidade.

Existe uma variedade de produtos que você pode escolher, como o Tesouro Direto, os Certificados de Depósito Bancário (CDB) ou as Letras de Crédito Imobiliário (LCI).

Assim como na poupança, ter pouco dinheiro não é uma desculpa para deixar de investir nesses produtos.

Com apenas R$30,00 você pode aplicar no Tesouro Direto. Ou, por exemplo, ter um CDB de R$ 100,00.

A Renda Fixa contempla desde quem precisa de liquidez diária até os investidores que podem deixar seu dinheiro aplicado por períodos mais longos.

4 –  Invista sem medo

Quando você já estiver familiarizado com o mundo dos investimentos, investir nos produtos de Renda Variável pode ser uma possibilidade.

Se você quer começar a investir nesse segmento, é importante avaliar qual investimento atende melhor o seu perfil.

Ao contrário de aplicações de Renda Fixa, na Renda Variável não é possível definir com antecedência um prazo ou ganho para o valor investido.

Porém, para aplicações de longo prazo, pode oferecer rentabilidades mais altas.

Agora que você já sabe como é fácil ser um investidor, não deixe seu dinheiro parado. Abra já sua Conta Digital gratuita e comece a investir.