Como escolher o melhor financiamento imobiliário

Educação Financeira 20/11/2019 | 2:00

Tá pensando em financiar a compra de um imóvel ou fazer a portabilidade do seu financiamento, mas não sabe como escolher entre todas as ofertas oferecidas pelos banco e suas Taxas mágicas??

A seguir, vamos te mostrar 6 passos que vão te ajudar na decisão de contratar um financiamento imobiliário:

1- Não busque apenas a menor taxa

A taxa de um financiamento imobiliário é muito importante SIM, mas não deve ser a sua única variável na hora de decidir. Leve em conta outros fatores e não busque apenas a menor taxa entre todos os bancos.

2- Defina os mesmos critérios para todas as simulações

Na hora de fazer diferentes simulações, use os mesmos critérios, como por exemplo :

– Valor do imóvel

– Valor do financiamento

– Prazo da operação

Fique atento também se na simulação será incluído ou não o financiamento das despesas de ITBI e Registro. Assim, a comparação fica mais adequada.

3- Conheça os pré-requisitos para contratação do financiamento

Pergunte tudo aquilo que o Banco vai te pedir para oferecer aquela “Taxa Mágica”. Por exemplo, você pode precisar fazer a portabilidade do seu salário para ter a taxa especial. Isso seria um pré-requisito não financeiro.

Já um pré-requisito financeiro pode ser pagar um pacote de serviços, mensalmente, para usar a conta corrente naquele banco. Isso pode significar 40, 50 reais ou até mais, todo mês, saindo do seu bolso.

Transforme todas estas despesas extras de outros bancos em valores mensais e some no custo da parcela do financiamento simulado lá!

4- Compare o valor da avaliação do seu imóvel

A avaliação do imóvel acontece em todo financiamento e é a referência para saber qual o valor máximo possível para a liberação do seu crédito. Compare o valor que cada banco vai cobrar por esta avaliação. Esse valor muda de banco para banco e pode ajudar na sua decisão.

5- Seguros MIP e DFI

Toda a operação de Financiamento Imobiliário conta com 2 seguros: um é o MIP (Morte e Invalidez Permanente) e o outro é o DFI (Danos Físicos do Imóvel).

Muitas vezes, uma “taxa mágica” de um banco pode estar associada a um seguro caro. Fique atento a isso! Compare o total de seguros de um banco com o outro. Outra dica importante é que o valor destes seguros está sempre embutido no valor total da parcela simulada.

6- Compare o valor das parcelas

Pronto! Chegou a hora de calcular qual é a melhor opção para você!

Coloque lado a lado a 1ª parcela simulada em cada banco, junto com as despesas acessórias apresentadas ou outro custo que, eventualmente, você poderá ter em outro banco.

Assim, você vai ver o valor total real que seu financiamento imobiliário terá todo mês. 

Fique livre dos custos extras

Viu só? No final das contas a decisão vai muito além da menor taxa! O que é necessário comparar é o valor da PARCELA que vai sair do seu bolso todo mês.

No Banco Inter você não paga nada além da parcela do seu financiamento. Sem produtos embutidos e com conta 100% digital e gratuita.


Queremos ver você tomando a decisão certa e realizando os seus sonhos junto com a gente. Entre em contato e faça uma simulação do seu financiamento imobiliário ou da portabilidade do seu financiamento.

mais lidas

home-broker-banco-inter-como-funciona
Invista Direto

Tudo o que você precisa saber sobre o home broker do Banco Inter

Em dezembro, o Banco Inter deu mais um passo para romper barreiras desnecessárias e lançou a