Educação financeira para crianças: a importância de começar cedo

Educação Financeira 08/10/2019 | 12:23

Ter independência financeira é um desejo para a maioria das pessoas.  Pagar todas as contas em dia, tirar os projetos do papel, investir e ainda ter uma reserva para emergências é o que podemos chamar de cenário financeiro ideal. Mas para alcançar este lugar, o planejamento com seu dinheiro deve começar desde cedo. E por que não começar ainda na infância? Descubra abaixo a importância da educação financeira para crianças:

O primeiro contato com dinheiro

É na infância que temos o primeiro contato com o universo financeiro, ou seja, o melhor momento para falarmos de educação financeira para crianças é quando começam a surgir as primeiras dúvidas sobre o por que não pode comprar ou ter tal objeto, ou sobre preços e contas.

Enquanto são dependentes de adultos, crianças não precisam pagar contas e comprar sua própria comida e roupas, mas ensinar o valor destes produtos ajuda a criar compreensão sobre despesas.

Para ajudar no entendimento, a mesada – mensal ou semanal – pode ser uma aliada. A criança recebe um valor fixo estipulado pelos pais e pode definir um objetivo de curto ou longo prazo (como um brinquedo que queira comprar, por exemplo) até atingir a meta. É importante que a criança saiba desde o início quanto tempo terá que poupar para esta meta, para já criar consciência de planejamento financeiro.

Escolhas inteligentes

Definir um objetivo de compra vai ensinar ao pequeno uma lição importante: o que é realmente importante? Mesmo que o importante naquele momento para ele seja um carrinho novo, foi preciso escolher, entre várias coisas, qual a mais necessária e gastar o dinheiro poupado com aquele objeto.

Este exercício ajuda no diálogo sobre gastar com coisas úteis e sobre gastos supérfluos. No futuro esta criança terá, provavelmente, mais facilidade para fazer escolhas inteligentes na hora de comprar e decidir onde deve poupar.  

Juntar, poupar e investir

A poupança é o primeiro passo para quem quer começar a investir. E na infância não é diferente. Se a criança juntou o dinheiro que ganhou durante todo o mês e gastou tudo de uma vez, hora de explicar a importância de poupar e ter reserva financeira.

Para os maiorzinhos, que tal começar a explicar sobre investimentos? Entender que o dinheiro que fica guardado no lugar certo pode render estimula a criança a poupar e de ter objetivos de longo prazo.

 Ensinando sobre trabalho

De onde o dinheiro vem? A maior parte das crianças não sabe a verdadeira resposta para essa pergunta.  Uma das razoes para se ensinar educação financeira ainda na infância é explicar por que os pais ou responsáveis trabalham todos os dias e como funciona o sistema de troca: trabalho-salário.

Aproveite a oportunidade para falar sobre o que você faz no seu dia a dia, profissões e a importância do que se aprende na escola para o futuro.

Dinheiro não cai do céu

Já cansamos de ouvir essa frase dos nossos pais e muitas vezes reproduzimos ela para as crianças, não é? Mas na hora de pagar uma compra com cartão de crédito ou débito, que tal explicar para seu pequeno companheiro ou companheira o que realmente acontece durante a transação?

A imagem do cartão pode causar confusão nas crianças uma vez que parece ser uma fonte infinita de dinheiro em um quadradinho de plástico. Explicar sobre a diferença entre pagamento à vista ou no crédito é um ótimo passo para a construção de um adulto consciente e que não vai se enrolar nas contas.

Mostre que o dinheiro gasto no cartão também é descontado da sua conta. Para ficar mais claro, que tal exemplificar com seu app da Conta Digital após uma compra? Acesse os extratos e mostre como dinheiro descontado também saiu da sua conta corrente ou foi parar na sua fatura, no caso de uma compra no crédito.

Educação financeira para crianças com a Conta Digital

E para simplificar, no Banco Inter você abre uma Conta Digital gratuita para os pequenos e pode depositar a mesada por lá. Tudo digital!

Com a Conta Digital Kids a criança ganha autonomia para comprar lanchinhos, fazer seus primeiros investimentos na poupança e até fazer transferências para os pais ou irmãos. E na hora de transferir o valor é só usar Interpag entre a sua Conta e a da criança. Legal né?

Para abrir a Conta Digital para os pequenos o processo é o mesmo da Conta Digital tradicional. Basta informar que se trata de um menor de idade no processo de abertura de conta e enviar os documentos dos pais ou responsáveis legais.

Esse é um bom primeiro passo para falar de educação financeira na prática com um pequeno consumidor e futuro adulto consciente!

botão abra sua conta

mais lidas

home-broker-banco-inter-como-funciona
Invista Direto

Tudo o que você precisa saber sobre o home broker do Banco Inter

Em dezembro, o Banco Inter deu mais um passo para romper barreiras desnecessárias e lançou a