Evite ciladas na Black Friday: checklist com 8 passos

Educação Financeira 23/11/2020 | 11:00

No post de hoje vamos falar sobre aquele velho ditado: quando a esmola é demais o santo desconfia. Continue lendo o texto e confira um checklist com oito passos para você evitar ciladas na Black Friday e fazer suas compras em segurança.

Pesquise pela reputação da loja

A Black Friday é uma grande batalha entre quem oferece o menor preço, por isso, esse não deve ser o único critério na hora de fazer a compra, principalmente quando o preço oferecido por uma loja é muito diferente do valor dos concorrentes.

Antes de confiar os dados do seu cartão é fundamental verificar a reputação da loja onde você está comprando, e existem várias formas de fazer isso:

• Acesse as redes sociais da loja e verifique as postagens e interações.
• Pesquise pela loja em sites como o Reclame aqui.
• Verifique se a loja possui mais de um canal para contato ou atendimento.
• Confira a nota e os comentários sobre a loja em aplicativos de compra e marketplaces.

Não clique em e-mails e links que pareçam suspeitos

Os e-mails e SMS estão sendo cada vez mais usados para invadir aparelhos e roubar dados de usuários. (Fonte: Uol)

Em alguns casos, é fácil identificar esta prática, como quando você recebe e-mail de uma loja onde nunca comprou ou de um banco no qual nunca teve conta.

Mas com o passar dos anos, a prática foi se sofisticando e os links e sites indicados estão com uma aparência cada vez mais semelhante a sites confiáveis.

Aqui estão algumas coisas que você pode fazer para reduzir o risco de cair em um golpe de phishing:

• Não clique em e-mails classificados como Spam.
• Favorite o remetente de lojas e prestadores de serviço que considera confiáveis, assim, você vai conseguir identificar um e-mail diferente quando recebê-lo.
• Instituições sérias nunca vão pedir seus dados, por isso, sempre desconfie!
• Não clique em links encurtados de remetentes desconhecidos.
• Preste atenção em erros de português na mensagem.
• Bloqueie os números que achar suspeitos.

No site do Procon você consegue cadastrar seu número de celular para parar de receber ligações e mensagens de empresas de telemarketing. Essa também pode ser uma forma de evitar os contatos indesejáveis.

Busque pelo certificado de segurança do site

Você presta atenção na URL dos sites que acessa? Sabia que ali você já pode ter um grande indicador de segurança?

Sites que contém o https: antes do endereço demonstram que aquele domínio é confiável e, portanto, mais seguro para a compra. Já os sites que começam com http são mais vulneráveis a invasões.

Muitos navegadores já bloqueiam sites que não consideram seguros, mas na próxima vez que estiver navegando tente prestar atenção nesse detalhe.

Na página do carrinho de compra, além do https, dá para ver também se o site possui o ícone de cadeado, que mostra que o certificado de segurança está ativo e que os dados preenchidos ali serão criptografados.

Na dúvida, não compre!

Não realize compras utilizando WiFi público

Muitos locais públicos já possuem wifi disponível, mas os especialistas em segurança recomendam que você não acesse a internet usando rede compartilhada. Muito menos que faça uma compra. Você pode ter seus dados pessoais e de pagamento roubados e usados em outras transações financeiras.

Evite compras com pagamento por depósito

Sites de compras confiáveis oferecem um sistema de pagamento que permite pagar no cartão de crédito e parcelar suas compras. Por isso, corra de lojas que só oferecem descontos em pagamento por depósito, ainda mais se o valor estiver muito abaixo do preço cobrado pelo concorrente.  

Pagamentos feitos por depósito são mais difíceis de recuperar, pois não possuem intermediários, e a economia que você pensa que está fazendo pode se tornar uma grande dor de cabeça no futuro.

Não em crédito disponível para compra? Conheça o Limite Investido!

Tome cuidado com os falsos descontos  

A gente sempre dá essa dica por aqui, afinal, comparar preços nunca é demais! Procure pelo mesmo produto em diferentes sites para ver se aquele desconto é mesmo válido ou se a loja apenas aumentou o preço do produto, e depois reduziu ele para o patamar normal quando chegou a Black Friday.

Vale lembrar que os lojistas que agem desta forma podem ser penalizados por órgãos de defesa ao consumidor, ou seja, se você se sentir lesado, denuncie!

Esteja protegido

Mesmo tomando todos os cuidados que a gente enumerou aqui, sabemos que fraudes existem e é preciso se preparar para elas.

O Seguro Cartão Mais Protegido do Inter te dá mais segurança para realizar compras e demais transações financeiras, garantindo coberturas para os casos de perda, roubo ou furto do cartão, além de saques ou compras não reconhecidas por você ou feitas sob coação, a partir de apenas R$1,90 por mês. Contrate aqui.

Use o cartão virtual nas compras online  

O cartão virtual funciona como um substituto para seu cartão físico e gera uma camada extra de proteção para compras online, uma vez que você faz o pagamento utilizando um número temporário e os dados do cartão original não ficam retidos na loja.

Você pode usá-lo e desabilitá-lo a qualquer momento, o que reduz drasticamente o risco de clonagem.

Para gerar seu cartão virtual Inter clique em Cartões > ativar cartão virtual e, em seguida, autentique a solicitação pelo I-safe.

Orange is the new black

Agora que você viu nossas dicas para evitar ciladas na Black Friday, aproveite para acessar as ofertas da Orange Friday no Inter Shop. Mais preço baixo e cashback, menos  asteriscos e letras pequenas. Aproveite para ver nossas dicas para hackear a black Friday e conseguir ainda mais descontos nesta data!

mais lidas

home-broker-banco-inter-como-funciona
Invista Direto

Tudo o que você precisa saber sobre o home broker do Banco Inter

Em dezembro, o Banco Inter deu mais um passo para romper barreiras desnecessárias e lançou a